Google+ Badge

quinta-feira, 12 de dezembro de 2013

Sabará conquista Centro Esportivo

Representando o prefeito de Sabará, Diógenes Fantini, o vice-prefeito Ricardo Antunes, o Ricardinho, participou, nesta terça-feira, 10 de dezembro, em Brasília, da solenidade de entrega dos Centros de Iniciação Esportiva (CIEs). O anúncio foi feito pelo ministro do Esporte, Aldo Rebelo, com a presença da ministra da Cultura, Marta Suplicy, do secretário do PAC no Ministério do Planejamento, Mauricio Muniz, do ministro-chefe do gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, José Elito Carvalho Siqueira, do presidente da Embratur, Flávio Dino, do presidente do Comitê Paraolímpico Brasileiro, Andrew Parsons, do diretor executivo de Esportes e Integração Paraolímpica do Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016, Agberto Guimarães, deputados, senadores e secretários de Esporte de dezenas de municípios.

De acordo com Ricardinho, em meio a milhares de municípios Sabará foi uma das 263 cidades selecionados para receber uma unidade do CIE. “Foi aberto um processo de seleção para as cidades interessadas, nós participamos e o Ministério do Esporte selecionou as que se enquadravam nos critérios estabelecidos”. Ricardinho ressalta que é mais uma conquista da Prefeitura de Sabará junto ao Governo Federal. “Esta é uma das etapas dentro da política de desenvolvimento do esporte e representa um grande ganho para a nossa cidade, principalmente no que diz respeito ao incentivo de crianças e adolescentes à prática de esportes”.

Os CIEs são unidades multiuso voltadas para identificação de talentos e formação de atletas; ampliação da oferta de instalações esportivas públicas com requisitos oficiais; incentivo à prática esportiva em territórios de alta vulnerabilidade social; e estímulo ao desenvolvimento da base do esporte de alto rendimento nacional.

Segundo informações do Ministério do Esporte, são três modelos de CIEs, que além de arenas multiuso, estão padronizados e em acordo com as atuais necessidades, com dimensões oficiais que comportam 13 modalidades olímpicas (atletismo, basquete, boxe, handebol, judô, lutas, tênis de mesa, taekwondo, vôlei, esgrima, ginástica rítmica, badminton e levantamento de peso), seis paraolímpicas (esgrima de cadeira de rodas, judô, halterofilismo, tênis de mesa, vôlei sentado e goalball) e uma não-olímpica (futsal).

Os três modelos têm em comum um ginásio poliesportivo que permite várias modalidades coletivas e individuais. Sabará foi contemplada com o módulo 3, para terrenos com 7.000 m2 e custo estimado de R$ 3,6 milhões. Ainda segundo o vce-prefeito, a execução das obras e a compra de equipamentos para a prática esportiva nos CIEs são de responsabilidade do governo federal. “O Ministério do Esporte vai fornecer o projeto-padrão para assegurar agilidade de procedimentos e cabe ao Município doar o terreno para a construção e executar a gestão do centro esportivo.

No próximo dia 19 de dezembro, uma equipe técnica da Prefeitura de Sabará participa de um workshop, em Brasília, para receber as orientações, apresentar documentação à Caixa Econômica Federal e assinar o termo de compromisso. Pelo cronograma estabelecido, os municípios têm até 28 de fevereiro para contratar as adequações dos projetos ao terreno escolhido e até 28 de abril para fazer as sondagens de terreno e as adequações de projeto. Depois, até 180 dias após a contratação para iniciar obras.

O Ministério do Esporte desenvolveu a concepção do CIE no âmbito da segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). A assessoria do Ministério informou que o objetivo dos Centros de Iniciação ao Esporte é ampliar a oferta de infraestrutura de equipamento público esportivo qualificado, incentivando a iniciação esportiva em territórios de alta vulnerabilidade social das grandes cidades brasileiras.
— com Ricardinho Antunes.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua mensagem sobre está matéria.