Google+ Badge

terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Pompéu: População protesta e exige sinal de celular.


O Vereador Ricardinho juntamente com o líder comunitário Marcio Reis querem solução

Consumidores reclamam no Pompéu das operadoras de telefonia celular. Já são mais de 20 milhões de linhas no estado, mas o serviço deixa a desejar, segundo a população. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), que regula a telefonia, as operadoras são obrigadas a prestar o serviço de telefonia móvel na sede de todos os municípios do estado. 




Pompéu
Além das igrejas e do casario, Pompeu, a 32,2 quilômetros de Belo Horizonte, preserva também costumes e tradições é um bairro de Sabará, e também o centro do distrito de Mestre Caetano,um dos mais importantes festivais gastronômicos de Minas Gerais, o Festival do Ora-Pro-Nobis acontece na região, o evento acontece no final do mês de maio, famoso também pela aguardente ali produzida. Fora do período da festa, os pratos à base da iguaria são servidos nos dois restaurantes da vila, que ficam lotados nos finais de semana.

Cobertura
Em Sabará, as empresas têm de oferecer o sinal com a mesma qualidade em todos os bairros. Norma que é desrespeitada. Na casa do Marcio Reis o “Marcinho” é impossível usar o celular no bairro. “A gente tem de ir caminhando para o jardim, às vezes até subir em arvores, porque não tem sinal . Às vezes a vizinhança toda fica com celular no meio da rua”, afirma Marcio.

Qualquer usuário que se sentir prejudicado pode reclamar com a Anatel. “Sendo constatada a irregularidade também é instaurado um processo de descumprimento de obrigações”, explica o Vereador Ricardo Ricardinho que pretende instaurar uma Ação coletiva no NUDCON – Núcleo de direito do Consumidor.  De acordo com Ricardinho, esses processos geralmente culminam em sanções, como multas, que podem chegar até a R$ 50 mil. Será apresentado a NUDCON um requerimento solicitando uma Audiência Pública, todos na comunidade serão convidados a comparecer, dar suas opiniões, e ouvir respostas das empresas de Telecomunicação Móvel. 

Minas Gerais chegou a 20 milhões de linhas de celular. É mais de um telefone para cada habitante do estado. Com tantas linhas, as operadoras não conseguem prestar um serviço de qualidade, segundo a população. “Falta sinal direto. Cai quando a gente liga. É difícil a gente conseguir uma ligação completa, fica falhando”, reclama Marcio Reis.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua mensagem sobre está matéria.