Google+ Badge

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

RICARDINHO INFORMA

Mais Benefícios para os Idosos


Em abaixo assinado, mais de dois mil sabarenses já se manifestaram a favor do Projeto de Lei 002 de autoria do Vereador Ricardinho

http://3.bp.blogspot.com/_E7hyHf90-eI/THbEeBOSfUI/AAAAAAAAAXk/hRHo7uaqGK8/s1600/DSC04446.JPGIntegrantes de vários Grupos da Melhor Idade e representantes da comunidade lotaram o Plenário da Câmara Municipal na última quinta-feira, 3 de novembro, para a apresentação do Projeto de Lei  002∕2011. De autoria do vereador Ricardo Antunes, o projeto “institui o cartão eletrônico como único documento identificador dos benefícios de gratuidade nos transportes municipais”.  Isso vai permitir que pessoas a partir dos  65 anos e portadores de necessidades especiais passem pela roleta e adentrem a parte traseira dos ônibus coletivos sem precisarem pagar a passagem.
Os vereadores Maurílio Barbosa (Presidente da Câmara); Jessé Batista (Presidente da Comissão de Legislação e Justiça), Terezinha van Stralen e Ricardo Antunes, relatora e autor do projeto, respectivamente, debateram o texto com os convidados e ouviram sugestões do que poderia ser melhorado. Uma delas foi, por exemplo, que já ficasse definido  o número de utilizações do cartão, que será emitido pelo setor de Trânsito da Secretaria Municipal de Defesa Social.
 As Viações Vinscol, Brasília e Cisne e o DER foram chamados, mas não compareceram. Segundo Ricardinho, a ideia de instituir, em Sabará, o cartão eletrônico surgiu em abril, na audiência pública sobre transporte e trânsito, em General Carneiro, quando vários cidadãos da Terceira Idade relataram as dificuldades enfrentadas no transporte coletivo.  Tratados como invisíveis, os idosos sofrem com o pequeno espaço destinado a eles na parte da frente dos micro-ônibus e o pior é que ele na maioria das vezes é ocupado pelos mais jovens, que não cedem os lugares. Resultado: os mais velhos são transportados em pé, espremidos e sem nenhuma segurança. Como se não bastasse, ainda têm de enfrentar os maus tratos e o desprezo de trocadores e motoristas. 


Para acabar com situações como essas, Ricardinho disse que é fundamental a  aprovação do projeto e pediu o apoio de todos. “Entendemos que o cartão vai melhorar muito a qualidade de vida do povo sabarense”, argumentou.


Um dos apoiadores do cartão é o presidente da Câmara. “Não podemos esquecer que Sabará já tem, aproximadamente, 10 mil idosos, que precisam e merecem condições mais dignas no transporte público”, disse Maurílio Barbosa. Jessé Batista também defendeu a aprovação do projeto. Para ele, o cartão vem “devolver” à população da Terceira Idade o seu direito, que está sendo roubado, de ter um tratamento respeitoso e digno. “Com a mobilização de vocês, temos certeza que o cartão do idoso em breve será realidade em Sabará”, observou.



A relatora Terezinha van Stralen pediu aos participantes que se mobilizassem, procurando outros vereadores e envolvendo o Conselho Municipal do Idoso, a fim de conscientizar a todos sobre a importância do projeto.  A votação será na próxima terça-feira, 8 de novembro.  Em abaixo-assinado, mais de dois mil sabarenses já se manifestaram a favor do cartão do idoso.

No encerramento do encontro, foram aprovados os seguintes encaminhamentos: a realização de uma audiência pública para tratar especificamente dos problemas vivenciados pela Terceira Idade no transporte público, novas discussões sobre a integração dos transportes municipal e intermunicipal e um encontro com a Vinscol, que, na opinião de todos, “têm prestado um péssimo serviço no município”.

A Voz do Cidadão – Qual a sua opinião sobre o projeto que cria o cartão eletrônico?


Tupinambá Pedro Paraguassu, Coord. do Grupo Alegria do Abranês
“Esse projeto é uma reivindicação antiga nossa e agora dependemos da  Câmara para aprová-lo. Mas acredito que vamos ter sucesso. Só lamentamos a ausência das três empresas (Vinscol, Cisne e Viação Brasília) na reunião, porque elas são as gestoras do Transporte”.




Dona Lurdes
“Parabenizo a equipe que está fazendo este trabalho porque nós idosos estamos precisando muito desse cartão. A gente que usa  diariamente o transporte público sofre muito. Os motoristas estão deixando os idosos constrangidos; quando estamos subindo no ônibus, eles arrancam mesmo”. 



Izabel Mendes e Silva
“O projeto é uma beleza. Moro em General Carneiro e todas as vezes que preciso vir ao Centro pago passagem porque os lugares da frente estão sempre ocupados. È o jeito para não ir em pé e toda espremida”.





Rafael Vital Teixeira da Cunha
“Esse projeto é uma maravilha. Vai facilitar para o idoso não ficar imprensado ao lado no motorista, na frente, enquanto a parte de trás do ônibus está vazia e os mais jovens não querem rodar a roleta e não cedem os lugares. O cartão vem para reafirmar o nosso direito de cidadão”.



 Marina Rigotto da Silva- membro do Conselho Municipal do Idoso

“É essencial e fundamental  que os direitos dos idosos sejam respeitados”.






VEJA O PROJETO:

PROJETO CARTÃO ELETRÔNICO




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua mensagem sobre está matéria.