Google+ Badge

segunda-feira, 30 de maio de 2011

MANIFESTAÇÃO CASTANHERAS

DESCASO PÚBLICO

Cerca de 200 pessoas fizeram na manhã desta segunda-feira (30) uma manifestação em Sabará. O protesto ocorreu no bairro Castanheiras, onde os moradores exigem melhorias nas vias públicas.
   O Vereador Ricardinho, juntamente com o líder Comunitário Sr Antonio dos Reis (Presidente da associação de Bairro) ha vários anos já vem defendendo as reivindicações dos moradores do Castanheiras, através de diversos requerimentos apresentados na Câmara, ofícios, movimentos culturais sócio educativos, e reuniões diretamente ligado com a comunidade, onde freqüentemente se faz presente, os encaminhamentos são enviados para Prefeitura, mas sem respostas faz com que a comunidade fique a deriva. As dificuldades lá são todas: a entrada que liga a rodovia Borba Gato até o centro do Bairro tem \"Botas-Fora\" clandestinos em toda sua extensão e suas ruas são de terra, o que gera muita poeira e acarreta em muitos problemas respiratórios, principalmente em crianças e idosos, sendo que no período chuvoso tornam-se intrazitaveis. Além disso, os demais serviços são feito de forma precária, como abastecimento de água, coleta de lixo, rede de esgoto, transporte público e falta de projetos sociais e esporte, o posto se encontra em situação precária. É uma comunidade totalmente abandonada sem apoio da Prefeitura de Sabará que se faz de desentendida e se quer disponibiliza um representante para ouvir os moradores.
A Rua Principal e um Caos
Obras não finalizadas

 

População respira terra vermelha



O Vereador Ricardinho, protestou mais uma vez no plenário da Câmara, na ultima reunião dia (31/05) devido ao caos em que se encontra o Castanheiras. Ricardinho disse que é lamentável a administração municipal ter deixado a situação chegar a este ponto. “Como nada funciona, é preciso unir os moradores e reivindicar mesmo”. Entretanto, não há respeito com aquela comunidade. Ele disse que o prefeito e o secretário de obras precisam ter mais pulso para exigir que estas reivindicações sejam atendidas e que a situação melhore. “Está cada vez pior e nenhuma solução é encontrada. Só ficam enrolando e quem sai mais prejudicado é a população”, acrescentou.
 
Presidente da Associação Comunitária e Ricardinho

  O Líder Comunitário Sr Antonio dos Reis, alega que há muito tempo cobra melhorias na principal estrada de acesso ao Bairro. No entanto, as prefeituras de Belo Horizonte e de Sabará fazem o jogo de empurra-empurra, colocando a responsabilidade sobre a outra. Por volta das 15h, integrantes da Associação e manifestantes do Castanheiras reuniram-se em frente a Prefeitura Municipal de Sabará, onde foram recebidos pela Assessoria do Prefeito. Nessa mesma reunião foi agendado um outro encontro com o Prefeito para tratar dos encaminhamentos reivindicados no protesto.
A próxima reunião foi marcada para o dia 03 de Junho.   Por conta do ato, durante a manhã, o congestionamento no trecho chegou a mais de dois quilômetros, pois os manifestantes decidiram ocupar as duas faixas. O tempo de espera para o motorista sair do congestionamento chegou a uma hora, segundo Informações da Policia Militar - (PM), que se fez presente a todo instante no manifesto.
O importante é que se mobilizou a opinião pública, que cobrou uma atitude imediata dos orgãos competentes. E estas responderam, ainda que de maneira tímida.



COBERTURA DA IMPRENSA 

A manifestação teve ampla cobertura da Imprensa, e os maiores jornais do Estado (O tempo, Estado de Minas), (Itatiaia, band news,), TV GLOBO MINAS, TV ALTEROSA (SBT),RECORD MINAS se fizeram presente.
BALANÇO GERAL RECORD/MG





MGTV GLOBO / MG
 






JORNAL DA ALTEROSA SBT/MG






http://4.bp.blogspot.com/-xOcCL8m_y8Q/TafGjbl0tJI/AAAAAAAAAe8/88XMxxiujb4/s1600/protesto.jpgProfessores protestam por melhores condições de trabalho e aumento de salário

Professores da rede Municipal de Sabará protestaram em frente à Prefeitura Municipal, na manhã da última terça-feira (31). O manifesto contou com aproximadamente 50 professores da rede de educação infantil, fundamental I E III, que durante o protesto mostravam a indignação em relação às condições de trabalho e baixos salários.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe aqui sua mensagem sobre está matéria.